27/01/2017

És o meu lado POSITIVO.

Nunca me irei esquecer do dia de hoje e destas palavras que espelham mais ou menos as emoções que carrego no coração. Não sou boa a falar de felicidade, nem gosto muito de verbalizar certos sentimentos, para mim há coisas que sentem-se apenas no nosso intimo e isso reflecte-se na nossa maneira de ser, de (inter)agir e comunicar. Até mesmo por muito que me esforce parece-me sempre que não há palavras suficientes que exprimam aquilo que sinto e quero transmitir. Felicidade é um sentimento para ser vivido, é uma coisa tão nossa! Acho que é o mesmo que responder à questão "Porquê que é tão bom ser mãe?". Como é que se explica isso? Por onde começamos? As palavras parecem que nunca transmitem aquilo que queremos dizer, a amplitude do bom que é, não é verdade? Quem é mãe (e gosta de o ser), sabe/sente que é o melhor do mundo. Ponto.

Dias como o de hoje deixam-me lamechas - acho que ainda são efeitos das hormonas porque nunca fui dada a isso (sou capricorniana de gema!) -, de não conseguir controlar a emoção que transborda cá dentro. E não sendo boa com as palavras tenho de ser curta e grossa: Sou feliz. Muito feliz. Antes de ser mãe tinha muitos momentos felizes, agora sou mesmo feliz. Agora, mesmo nos dias mais negativos, encontrei o meu lado positivo. Pequenos motivos que me aquecem o coração, me fazem ser grata, que me fazem sorrir e ser forte. Tudo isto por causa dele, o meu pequeno, grande amor. Obrigada por teres entrado nas nossas vidas.

[Dizer-te que te amo daqui até à lua também não me parece o suficiente ... Não sei dizer por palavras quantas voltas teríamos que dar, mas espero saber demonstra-lo!]

Sem comentários: