31/03/2016

Mudança de quarto

Ando a adiar o inevitável mas dá-me um aperto no coração só de pensar que ele vai deixar de estar aqui ao meu lado, de poder levantar a cabeça e contempla-lo junto a mim. Nunca pensei que até nisso ia-me custar tanto! Durante a gravidez tinha estipulado muda-lo aos 3 meses. Ele já dormia as noites todas mas muito pontualmente ainda choramingava durante a noite. Não aconteceu. Dos 3 passou para os 6 meses. Com o frio veio a fanhozice e achei por bem mantê-lo por perto para o ouvir. Não aconteceu. A nova meta é proceder à mudança até aos 9 meses. As noites já vão ficando menos frias para o caso de ter que me levantar; ele, regra geral, dorme bem, e tenho mais algum tempo para mentalizar-me. Vamos lá ver se não arranjo mais nenhuma desculpa para o manter junto de mim ... Apesar de andar a engonhar, não queria arrastar por muito mais tempo esta transição, penso que quanto mais tarde for, pior será porque ele começa a aperceber-se do meio envolvente, pode estranhar a mudança.
O quartinho já há muito está operacional para o acolher, o colchão do berço até é melhor, decidimos investir num bom colchão. No berço tem lá um móbil giro que espero que o ajude a adormecer sozinho, sem festinhas e cantigas, quero ver se fica mais autónomo para o caso de acordar durante a noite saber auto-acalmar-se. Vamos lá ver quando e como a coisa se dá!

8 comentários:

Camille disse...

Eu também não mudei logo o príncipe de quarto. Por mim, tinha mudado mais cedo, mas neste caso, o marido é que foi arranjando desculpas. Ahahah. Bom, depois foi preciso fazer alterações no que ia ser o quarto dele e acabei por mudá-lo aos 12 meses. Pensei que ia ser difícil, mas não. Nos primeiros meses eles querem muito a presença da mãe por perto, depois vão ficando mais autónomos e acho que foi isso que ajudou. Logo na primeira noite dormiu tão bem que não me arrependi nada da mudança de quarto ter sido apenas ao fim de um ano. :)
Vais ver que vai correr tudo bem! :)

Maria do Mundo disse...

Eu mudei as minhas aos 18 meses. O pediatra tinha-me dito para o fazer até aos 6, mas, mais por minha comodidade, mantive-as até aos 18 meses e não tiver qualquer problema.

Lovely disse...

Xiiii guilty eu também fiz esses planos e fui adiando até hoje. Ela já tem 1 ano e ainda não tive coragem. Mas também sei que chegou a hora . Já está defenido quando formos para a casa nova. ☺️

A Pimenta* disse...

A minha filha mudou-se para o quarto dela por volta dos 4, 5 meses, em Novembro. Devo dizer que foi porque o pai tomou as rédeas da coisa, porque por mim tinha ela ficado mais tempo no nosso quarto. E custou muito. Sobretudo para nós, pais. Porque acho que na altura ela nem reparou. E apanhamos o inverno todo nisto, o que dificultou. Tinha sempre o roupão junto à cama porque sabia que tinha de lá ir algumas vezes e o frio tomava conta de mim ou do pai.
Custa mas tem de ser.

Lovely disse...

Que bom ouvir isso😀😜😚

♥Cat disse...

Pequenas mudanças mas que são grandes mudanças :)
Mas o que tem de ser, tem de ser!
Boa sorte nessa mentalização, vai correr tudo bem!

Givaway no blogue

nem mais nem menos | Facebook | Instagram

AMOR XXS disse...

É sempre bom ouvir as vossas experiências, acalma-me mais um bocadinho :) Ainda bem que a mudança depois de 1 ano foi sem stress, pensava que seria mais complicado, a minha vontade era mantê-lo mais uns tempos comigo mas estava com receio ... Adoro tê-lo ao meu lado, vê-lo dormir, é o meu momento zen :D

Beijinhos.

Alex disse...

Vai tudo correr bem. É uma etapa como tantas outras na vida dos nossos filhos. Eu mudei o meu filho para o quartinho dele aos 4 meses e foi muito pacífico. Beijinhos