18/03/2016

Coração de mãe sofre ...

Sei quando ele chora com birra, de sono, de fome, de incomodo, e sei perfeitamente quando chora com dores. Custa-me tanto perceber que está a sofrer e não poder tirar-lhe as dores e passa-las para mim. Os dentinhos ainda não apareceram mas devem estar a fazer moça. Ele já não chucha, ele morde a chucha! Massaja as gengives com os dedinhos, saliva muito e engasgasse  muito. 

Para piorar a situação, anda ranhozito e começou a dormir mal. Passamos uma noite de merda. Não acorda durante a noite, mas ouvimos a sua aflição em respirar mal, a sua agitação a mexer-se na cama. Meto-lhe soro para aliviar mas não resulta muito. Lembro-me da cebola, há uns tempos, quando ainda dava de mamar, coloquei uma cebola partida em quatro no nosso quarto para ajudar a limpar as vias respiratórias, na altura não podia tomar nada. Resultou. Resultou no pequeno! Eu fiquei na mesma mas parece que a cebola limpou-lhe tudinho lá dentro, nem me tinha percebido o quanto ele estava atacadinho! Vamos lá ver se desta vez faz o mesmo efeito.

Ontem levou mais uma vacina do PNV, agora só volta às picas quando fizer um ano. Vamos lá ver se não faz febre, só faltava cá essa. 

Sei que são situações normais, mas custa-me tanto vê-lo em baixo de forma. Dou-lhe mimos, muitos mimos, e alegra-me saber que o meu colinho acalma-o. E os seus sorrisinhos e ar sereno acalmam o meu coração.

2 comentários:

Gorduchita disse...

Mesmo sendo normal, custa sempre ver os nossos pequeninos a sofrer.
Espero que isso melhore por esses lados! :)

A Pimenta* disse...

Não há nada pior do que um filho doente. Falando por mim, quando a minha filha fica doente, vai para a avó mas eu vou trabalhar com o coração partido. Custa-nos vê-los assim e sentirmo-nos impunes.
Obrigada pela dica da cebola! Desconhecia!