30/12/2015

Adeus, 2015

Não sou pessoa de grandes listas de objectivos, nem de planear a vida a longo prazo porque volta e meia as circunstâncias mudam, as vontades mudam. O ano passado tinha apenas um sonho para este ano: engravidar. Aconteceu logo em Janeiro, nem queria acreditar! Engravidei e fui mãe em 2015, o melhor deste ano. O melhor da minha vida. Apesar da sua chegada antecipada, de ter apanhado o susto da minha vida e de ter passado pela pior angústia que já vivi, posso dizer que 2015 foi um ano muito feliz. Adorei estar grávida e tenho adorado ser mãe deste pequeno. É o maior desafio que já tive em mãos! E por ter enfrentado estes tempos difíceis ajudou-me a ser uma pessoa ainda mais grata, de acreditar que depois da tempestade vem sempre a bonança, e a reforçar o que já sabia: a verdadeira felicidade está mesmo nas pequenas coisas da vida.


Foi, É, e sempre Será um ano muito especial para mim.

Um ano recheado de amor, de me ter sentido acarinhada e apoiada pelas pessoas que me são queridas, que estiveram sempre comigo nos bons e no pior momento da minha vida, de muitas lágrimas (também de alegria!) e sorrisos. Um ano recheado de verdadeiras emoções. O ano que me deu a melhor prenda de sempre: o meu pequeno (cada vez menos XXS!).

Que 2016 traga o dobro das alegrias e metade das tristezas!

Feliz Ano Novo

4 comentários:

Maria do Mundo disse...

Que 2016 seja doce e ternurento contigo. Não poderá ser tão bom como 2015, a não ser que tenhas outro filho, porque os anos em que nascem filhos são mágicos.

Diana Machado disse...

foi realmente um ano em cheio para ti, que 2016 vos traga muitas alegrias junto do pequenote, beijinhos e boas entradas

A Pimenta* disse...

Este ano trouxe-te uma das melhores coisas que agora tens na tua vida, mesmo que tenha sido algo atribulado. Que 2016 seja um ano repleto de bons motivos para sorrir!

Evy Percebes disse...

Feliz Ano Novo! Foi um ano em grande! beijinhos