30/11/2015

Promoções que podem sair caras!

Na "onda" do Black Friday, este fim-de-semana aproveitamos alguns descontos (tímidos) para comprar algumas coisas para o pequeno. Compramos este berço de viagem, gostei do modelo jungle com muda-fraldas. Será útil para deixarmos o bebé durante algumas horas na minha mãe, caso seja necessário, e ideal para as férias.
Compramos este berço de viagem na Toys-r-us. Eu já não tinha uma boa opinião na altura em que andei a ver berços porque queriam-me impingir o berço de exposição (o único modelo em loja) sem desconto como tal e sem caixa ou outro tipo de protecção para o transportarmos. É claro que uma pessoa vai pagar o mesmo por um artigo que está às mãos de todos e que corre o risco de ficar ainda mais lixado no caminho para casa sem protecção, não vêem que sim! 
Desta vez andávamos a ver estes berços e disseram-nos para levar o papel da referência do artigo à caixa. Uma pessoa pensa que o artigo já lá está! Entregamos o papel com a referência, as lojistas passam e apresentam-nos com a máquina do multibanco. Uma pessoa vai a pagar quando se lembra de perguntar pelo artigo. Não sabem dele, nem se existe em armazém! Uma pessoa pensa: "estão a gozar". Perguntamos se pagássemos já e se depois não existisse o artigo, como devolviam o dinheiro. Respondem: "em talão". Uma pessoa pensa: "agora é que estão mesmo a gozar". Lamento se a minha cara vos enganou, mas eu cá não sou pessoa de comprar o que não existe, muito menos de ficar com dinheiro empatado em talão. Uma pessoa queria poupar dinheiro e ainda corria o risco de ficar a arder! Há lá com cada incompetente uma!

1 comentário:

Maria disse...

que incompetência!!