06/11/2015

#2 Mês da Prematuridade

- Amamentação - 

Amamentar um bebé prematuro é um verdadeiro desafio. Como já disse, um prematuro antes das 34 semanas ainda não tem força de sucção e deglutição, ele bebe o leite por uma sonda. Estranhamente, o meu começou a chuchar na chucha no dia seguinte. E se chuchava bem! As enfermeiras estavam todas animadas porque não era muito comum - até me perguntaram se havia possibilidades dos médicos se terem enganado nas contas, ele dava ideia de ser um bebé mais velho tal era a força que ele tinha a chuchar - e eu toda irritada por lhe terem enfiado uma chucha. Já não bastava ele não poder ir à mama nesse período, de dificultar a minha produção de leite, ainda lhe enfiaram com a chucha para atrapalhar, futuramente, a pega na mama. Enfim. Um dia depois do parto ele começou a intercalar o leite entre sondas e biberões. Foi bom sinal. O problema é que ele se cansava depressa ao beber por biberão. Às vezes começava a beber por lá e terminava com a sonda para não perder peso, coisa que não convém num bebé prematuro.
Durante este período tive que tirar o leite por uma bomba para não secar. Dizem que é conveniente tirar de 3h em 3h para manter a produção de leite. Dizem ainda que devemos descansar, andar calmas e comer bem para ajudar. Pois, pois ... Como querem isso tudo quando temos alta e vamos para casa sem eles? Ainda por cima perdia imenso tempo entre viagens para o Hospital porque não era na minha área de residência. Não consegui descansar, como é óbvio, muito menos andar calma. Nunca tive essa disciplina de tirar leite de 3h em 3h porque ou era isso ou estar com ele. É óbvio que preferia ir ter com ele. Lá tinha a possibilidade de tirar leite mas era numa sala à parte, estava lá e estava a contar o tempo para ir ter com ele, o que não ajudava.
Basicamente a minha produção de leite era quase inexistente. Tirava algum e era dado pela sonda. O único incentivo que tive na maternidade foi o de colocarem o bebé à mama mas a beber pela sonda para ele começar a associar o leite à maminha e para ver se ajudava na libertação de ocitocina para aumentar a produção do leite. De resto, não tive mais nenhum incentivo e supostamente era uma maternidade amiga do bebé, que apoiava o aleitamento materno. No dia em que ele nasceu, só me diziam para descansar (pois, sim), para não me preocupar em ir tirar leite. Nesse dia não tirei, senti que já tinham desistido de mim, que por ele ser prematuro já calculavam que seria mais um caso de fracasso. Também nunca ninguém me disse que o melhor seria comprar bicos de silicone porque tinha eles pequenos. Só quando ele teve alta é que experimentei e comecei a insistir para que ele mamasse. Comprei uma bomba eléctrica mais silenciosa (a outra era emprestada e era um autêntico tractor a trabalhar!) e comecei a ser mais disciplinada. Resultou. Comecei a ter mais leite mesmo que o bebé só tenha começado a mamar 20 dias depois do seu nascimento. Eles é que são as verdadeiras bombinhas, só assim uma pessoa consegue aumentar a produção do leite. Mas como ele só começou a mamar quando veio para casa, a minha produção não acompanhou o aumento dele. Quando começo a ter mais leite, ele já está a aumentar, tenho que dar à mesma o suplemento. E dou por insegurança minha, tenho medo que ele perca peso e volte a ser internado. Se tivesse sido mais confiante talvez tivesse conseguido amamenta-lo em exclusivo, mas tive medo ...

9 comentários:

Timtim Tim disse...

É natural que tenhas tido medo. A prematuridade deve trazer consigo muita insegurança. Mesmo assim és uma valente.

Sónia RM disse...

O importante é ele estar bem :) Eu apesar de produzir muito leite também tenho de dar suplemento à minha M. e não me sinto má mãe por isso ;)

A Pimenta* disse...

Eu não tenho uma experiência nada positiva com a amamentação. A minha filha não pegava mas porque não havia maneira de começar a sair leite do meu peito e então ela cansava-se de estar ali sem nada sair. Nos primeiros dias não houve nada a fazer a não ser ela beber leite artificial. Entretanto deu-se a tão famosa "subida do leite" e nem de bomba havia maneira de sair leite. Fiquei com mamas até ao pescoço e explodir (nem conseguia baixar os braços em condições, nem dormir de lado sequer). Deram-me injeções e nada. Até que veio o diagnóstico: tenho canais mamários obstruídos e por isso o leite nunca iria sair. Tomei medicação para a coisa parar e para ver se as minhas maninhas voltavam ao normal. E foi naquela altura que me senti um pouco "incompetente" com a minha função de mãe: era suposto eu alimentar a minha filha e não consegui. Chorei o que tinha a chorar até perceber que não adiantava de nada eu estar a lamentar algo que fisicamente nunca conseguiria ultrapassar
Basicamnete posso dizer que a minha filha não bebeu quase nada de leite da mãe e anda aí bem e saudável. Num bebé prematuro, o leite é materno é muito importante mas parece-me a mim que se cria nas mães esta pressão imensa de amamentar e quando as coisas não correm como o desejado, é quase impossível uma pessoa não ir abaixo.
O mais importante é que o teu filho está bem e se tiver de beber suplemento, não te sintas pior por isso. Um grande beijinho

Alex disse...

Ainda bem que não desististe! Também houve uma altura de insegurança que dei suplemento mas a verdade é que dei de mamar até aos 8 meses! Tudo a correr bem!

Maria disse...

ainda bem que tentaste e conseguiste :):)

Camille disse...

Eu, infelizmente, amamentei durante muito pouco tempo. Vários fatores contribuíram para que o leite secasse mais cedo do que o que eu desejei. Fiquei triste na altura, senti-me mal, mas depois acabei por perceber que não era menos mãe por isso, pois o meu filho estava bem e saudável. E, no final, o mais importante é eles estarem bem. :)

Beijinhos

Moa disse...

Parabéns pela coragem, muita gente no teu lugar, nem sequer teria tentado.

Cá de Casa disse...

Grande força de vontade! :)
Ao fim de 8 meses continuo a amamentar o meu piolho e sem dúvida que não há melhor experiência!

Beijinhos,
Carolina

Rabiscos de Amor disse...

Conheci o blog ontem, por acaso, o nome chamou me a atenção :) por ser mãe de um prematuro também! O meu tinha mais uma semana quando nasceu, passou 1 semana internado. No primeiro dia fez 24h de pausa alimentar. Depois rejeitou o leite artificial... eu via me "grega" para tirar 5ml de leite... :) correu tudo bem! Felicidades
Ahhh... agora vou continuar a ler os outros posts :)